Geopark Cariri

O Geopark Araripe estende-se por uma vasta área de seis municípios cearenses, sendo estes Barbalha, Juazeiro do Norte, Crato, Missão Velha, Santana do Cariri e Nova Olinda, apresentando um grande patrimônio geológico, biológico e paleontológico. Possuindo a principal jazida de fósseis cretáceos do Brasil e os maiores vestígios de pterossauros do mundo. E vale ressaltar que esse é o único geoparque das Américas.

Essa região tem como destaque um verde exuberante em meio ao semi-árido nordestino do Brasil. Possui um determinado número de sítios geológicos e paleontológicos. São denominados Geossítios conforme o perfil de suas características na história da terra e relevância científica. Essa múltiplas características do território possibilitam a visita do turismo científico aliado a uma estratégia de desenvolvimento regional sustentável.

Hoje, esse território abrange nove Geossítios que estão em processo de sinalização e melhoramento de sua estrutura receptiva. Tendo um papel ativo no desenvolvimento econômico de seu território, o Geopark Araripe passa a ser reconhecido em função das riquezas naturais, possibilitando o desenvolvimento socioambiental.

Com isso, a prática do ecoturismo está cada vez mais comum entre os aventureiros não só da região em si, mas de pessoas que gostam de curtir o prazer que a natureza pode lhe oferecer. Para entender melhor, essa prática é um segmento da atividade turística que utiliza-se da forma sustentável o património natural e cultural, mantendo a sua conservação e procurando a formação de uma consciência ambientalista através da conscientização do ambiente, promovendo o bem-estar das populações locais.

Esta atividade procura valorizar as regiões ambientais, sociais, culturais e econômicas e inclui ao conhecimento ambiental como um fator importante durante a experiência turística.

Além disso, o Ecoturismo é instrumento responsável por experiências enriquecedoras da condição humana. Por desenvolver-se em meio natural, o Ecoturismo é capaz de proporcionar ao seu praticante, oportunidades de resgatar seus vínculos ancestrais e envolve-lo ao meio ambiente de forma que demonstrará ao mesmo que ele também é natureza.

Principais Pontos Turísticos de Juazeiro do Norte

Uma das viagens mais esperadas por muitos é a visita ao Juazeiro no Norte. Além da fé que movimenta a terra do Padre Cícero nesse período, o roteiro turístico que vem sendo agregado proporciona momentos de lazer e descontração aos visitantes.

Na cidade de Juazeiro do Norte, destacam quatro pontos turísticos dentre esses a colina do horto, o museu do Padre Cícero, a Chapada do Araripe e o centro comercial.
O horto está a 3km da cidade de Juazeiro do Norte e compreende a estátua do Padre Cícero, o Museu Vivo do Padre Cícero, a Igreja do Senhor Bom Jesus do Horto e a trilha de acesso ao Santo Sepulcro (2.650 metros).

A Colina do Horto ganhou destaque na História de Juazeiro do Norte em virtude da presença do Padre Cícero Romão Batista, maior figura política e religiosa no final do século XIX e início do século XX. Hoje, a devoção pelo Padre Cícero continua a atrair anualmente centenas de milhares de romeiros de todo o Brasil, especialmente do Nordeste.

Já a chapada do Araripe, é uma vasta área de vegetação que abriga uma floresta nacional, uma área de proteção ambiental e um geoparque. A vegetação é bastante diversificada, apresentando domínios de cerradão, caatinga e cerrado. E sua fauna é rica em aves, mamíferos, répteis e insetos. É cada vez maior o número de pessoas a adentrarem na Floresta Nacional do Araripe, seja nas caminhadas de quilômetros, ou de bicicleta, com grupos que estão antenados com a natureza do Cariri. O turismo ecológico tem sido cada vez mais estimulado em nossa região. O Juazeiro do Norte também tem um enorme destaque por apresentar um centro comercial de grande extensão, onde inúmeras pessoas passam diariamente.

O roteiro preparado para o viajante em Juazeiro do Norte reúne, na verdade, quatro vertentes. Quem busca conhecer a religiosidade da terra do Padre Cícero, o “Padim Ciço”, maior líder espiritual do povo do sertão, pode seguir pelos “Caminhos dos Romeiros” e visitar a Colina do Horto, onde toda a sua trajetória e história de vida está representada no museu. Quem quer conhecer a riqueza do patrimônio cultural e histórico do sertão, segue pelo “Cariri Histórico-Cultural”.

Para quem preferir um roteiro científico e pedagógico, repleto de arqueologia, geologia e paleontologia, percorre os caminhos da expedição “Desvendando a Pré-História” e encontra registros de até 110 milhões de anos, no Geoparque Araripe. Já os apaixonados pela natureza, aventura e ecologia, podem seguir os passos dos “Cantos e Encantos da Chapada do Araripe”.
Se tiver tempo, o bom mesmo é conhecer tudo!

Padre Cícero

Padre Cícero nasceu no dia 24 de março, na cidade do Crato, Ceará. Filho de Joaquim Romão Batista, comerciante, e Joaquina Vicência Romana. Carismático, obteve grande prestígio e influência sobre a vida social, política e religiosa do Ceará.
Ainda aos 6 anos, começou a estudar com o professor Rufino de Alcântara Montezuma. Um fato importante marcou a sua infância: o voto de castidade feito aos 12 anos, influenciado pela leitura da vida de São Francisco de Sales. Em 1860, foi matriculado no colégio do renomado padre Inácio de Sousa Rolim, em Cajazeiras na Paraíba, mas em 1865, com a morte de seu pai, voltou para o Crato. Estudou na Prainha, em Fortaleza, onde foi ordenado Padre em 1870. Cícero era considerado um aluno mediano e, apesar de anos depois arrebatar multidões com seus sermões, apresentou notas baixas nas disciplinas relacionadas à oratória. Foi no Natal de 1871, convidado pelo professor Simeão Correia de Macedo, que o Padre Cícero visitou pela primeira vez o povoado de Juazeiro (numa fazenda localizada na povoação de Juazeiro, então pertencente à cidade do Crato), e ali celebrou a tradicional missa do galo. O padre visitante, então aos 28 anos, impressionou os habitantes do lugar. E decorridos alguns meses, exatamente no dia 11 de abril de 1872, lá estava de volta, com bagagem e família, para fixar residência definitiva no Juazeiro. Depois, tocado pelo ardente desejo de conquistar o povo que lhe fora confiado por Deus, desenvolveu intenso trabalho pastoral com pregação, conselhos e visitas domiciliares, como nunca se tinha visto na região. Dessa maneira, rapidamente ganhou a simpatia dos habitantes, passando a exercer grande liderança na comunidade.
Um “milagre” ocorrido em 1889 transformou a vida do religioso e da cidade. Ao participar de uma comunhão geral, na capela de Nossa Senhora das Dores, a hóstia sangrou na boca de uma fiel. Logo a notícia do milagre se espalhou. A cidade passou a receber peregrinos de vários lugares. Em 1894 foi punido com a suspensão da ordem. Foi acusado de manipulação da crença popular, pelo Vaticano. Dois médicos foram chamados para testemunhar e confirmaram o milagre, fato que só fortaleceu a crença do povo.
Padre Cícero foi chamado ao Palácio Episcopal. O bispo mandou investigar. A igreja não aceitou o milagre e o padre foi punido. Em 1894 foi suspenso da ordem, acusado de manipulação da crença popular pelo Vaticano. Inconformado, sem poder celebrar missa, foi ao Vaticano, em 1898, pedir revogação da pena, ao papa Leão XIII. Saiu de lá com a vitória, mas o bispo não aceitou e pediu revisão do resultado.
Sem poder seguir na carreira religiosa, entrou para política, em 1911 foi nomeado prefeito. Participou da Revolta do Juazeiro, em 1914, junto com grandes coronéis.
Padre Cícero foi o grande benfeitor de Juazeiro do Norte, levou para a cidade a Ordem dos Salesianos, doou o terreno para construção do aeroporto, abriu várias escolas, entre elas a Escola Normal Rural, construiu várias capelas, estimulou a agricultura e ajudou a população pobre nos períodos de secas na região.
Quando sua vida pública chegou ao fim, seu prestígio de santo deu grande impulso, e com sua morte a devoção aumentou. Todos os anos, no dia de finados, uma multidão de romeiros, vinda de várias partes do Nordeste, chega a Juazeiro para visitar o túmulo do santo, na Igreja de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro. No alto da Colina do Horto foi erguida uma estátua do padre, sendo ponto de peregrinação.
Cícero Romão Batista faleceu no dia 20 de julho de 1934, aos 90 anos em Juazeiro do Norte, Ceará.

Horto

A Colina do Horto está localizada a 3km da cidade de Juazeiro do Norte e compreende a estátua do Padre Cícero, o Museu Vivo do Padre Cícero, a Igreja do Senhor Bom Jesus do horto e a trilha de acesso ao Santo Sepulcro.
Em Virtude da presença do Padre Cícero Romão Batista, a Colina do Horto ganhou destaque na história de Juazeiro do Norte, onde foi a maior figura política e religiosa no final do século XIX e início do século XX. Até hoje, a devoção pelo Padre Cícero continua a atrair anualmente centenas de milhares de romeiros de toda a parte do Brasil. Tornando-se um dos pontos de visitação mais conhecidos do Cariri.
A trilha do Santo Sepulcro situa-se também a Colina do Horto, e a mesma passa a receber várias visitas anualmente. Nesse local estão presentes as rochas mais antigas da região do Cariri cearense, estas, originadas no interior da Terra, tendo cerca de 650 milhões de anos.

Crescimento da Região

A Região do Cariri localizada no Ceará surgiu a partir das cidades que tiveram um crescimento geográfico entre os munícipios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, denominada então Crajubar. Dado esse nome por conta da junção das iniciais dos municípios citados.

O município do Crato tem a maior área, com 1.009,202 km². Juazeiro do Norte é o menor município, com 248,558 km², e também o mais populoso, com 249.936 habitantes. Já Barbalha em termos de área, fica no meio termo, com 479,184 km².

O crescimento na Região do Cariri não é apenas populacional.  Instalação de grandes redes de supermercado reflete processo de desenvolvimento, no Cariri, nos últimos anos. Um exemplo desse crescimento regional foi a atração das maiores redes de supermercado do Nordeste, o Hiper Bom Preço e Atacadão que instalaram filial em Juazeiro do Norte recentemente.

Os investimentos públicos e privados, implantação de projetos de médio, pequeno e grande portes nas áreas industrial, comercial, turismo, construção civil, educação e saúde, têm dado nova dimensionalidade a economia do Cariri nos últimos 5 anos.

 A ascensão econômica, e o aumento do poder aquisitivo, aliados as melhorias na qualidade de vida da população, têm feito do Cariri uma região diferenciada em comparação as demais regiões do Estado do Ceará.

Pousada Sombra do Juá (Carnaval)

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Oficialmente, o feriado do Carnaval no Brasil é dia 12 de fevereiro, entretanto, as festividades começam dia 09 e terminam no dia 13 de fevereiro de 2013 (Quarta-feira de Cinzas).

O carnaval chegou ao Brasil em meados do século XVII, sob influência das festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em alguns países, o carnaval acontecia em forma de desfiles urbanos, ou seja, os carnavalescos usavam máscaras e fantasias e saíam pelas ruas comemorando.

Certos personagens têm origem europeia, mas mesmo assim foram incorporados ao carnaval brasileiro. A partir desse período, os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos cortejos de automóveis (corsos) foram criados, mas só se popularizaram no começo do século XX.

Em Juazeiro do Norte, apesar da tradição religiosa, a agitação também acontece. A prefeitura  realiza um tipo de Carnaval Popular, todas as noites durante o feriado. A expectativa é que por dia possam passar pelo local aproximadamente cinco mil pessoas.

Em Barbalha o destaque fica com os blocos. Há uma tradição na cidade deles descerem dos bairros em horários e dias diferentes para o Parque da Cidade. Um dos mais tradicionais é As Donzelas do Jatobá, que tem mais de 20 anos de fundação.

Nas cidades de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha deve se concentrar a animação nos quatro dias de folia na região do Cariri. Festas populares e em balneários garantirão a alegria dos foliões.

 

Comentários desativados em Pousada Sombra de Juá

Pousada Sombra de Juá

Com um toque de sofisticação e um ambiente caseiro e tranquilo, a Pousada Sombra de Juá é a melhor opção para quem busca um local com boa localização e estrutura, com uma recepção informatizada, aonde você vai sempre contar com um atendimento personalizado. Unindo uma arquitetura moderna ao charme e conforto, o hotel oferece aos hóspedes ótimos apartamentos, que proporcionam a todos uma noite de sono tranquila e confortável.

Nossa estrutura conta com excelentes acomodações totalmente equipadas com TV LCD, Internet WI-FI, Frigobar, Central de Ar e mobiliário totalmente adaptado para o bem estar de qualquer hóspede, inclusive para portadores de necessidades especiais. Tudo em um ambiente agradável e bem decorado, para todas as idades, gostos e estilos. Aqui é o lugar onde você encontrará o conforto e a diversão que suas férias merecem.

Desfrutando das belezas que a Região oferece, com certeza você e sua família guardarão momentos inesquecíveis passados aqui. Nos preocupamos sempre com o bem estar de nossos hóspedes, e por isso oferecemos sempre todo conforto e comodidade além de uma equipe treinada para atendê-los com eficiência e rapidez. De modo a oferecer aconchego, segurança e tranquilidade. Assim obtendo a certeza de uma estadia inesquecível.

“Venha desfrutar a Região no melhor estilo! Será um prazer recebê-lo!”